A Twentieth Century Fox anunciou de forma sucinta a demissão de Bryan Singer (“Os Suspeitos”, “X-Men”) da produção. A decisão foi tomada após o sumiço do diretor dos sets depois do feriado de Ação de Graças.

 

Este, no entanto, é somente o último capítulo de uma produção bem conturbada. Brian May e Roger Taylor sonhavam em transformar a história da banda que fundaram, Queen, em um filme que, em especial, pudesse honrar o legado de Freddie Mercury no mundo da música. Foram alguns anos de desenvolvimento com produtores e participação de cinco roteiristas para enfim, em 2011, anunciarem o projeto, que contaria com o comediante Sacha Baron Cohen no papel principal.

 

Dono de uma carreira controversa por conta do seu tipo de comédia, Cohen foi escolhido pela semelhança física e talento e participou ativamente da criação do roteiro, até se desligar do projeto em julho de 2013. A razão dada foi a clássica “diferença criativa” entre o ator e os membros do grupo: dizem que ele queria apresentar uma versão mais adulta e hardcore (R-Rated) da vida dos músicos, enquanto estes preferiam algo mais familiar e ameno.

 

Com esse contratempo, a produção ficou em banho-maria por alguns anos, contratou Ben Whishaw para o papel somente para demiti-lo logo após e permaneceu sem estrela até a confirmação de Rami Malek em novembro de 2016. Foi neste mês que o filme ganhou enfim seu diretor, depois de o projeto passar pelas mãos de David Fincher, Dexter Fletcher e Stephen Frears.

 

Rami Malek grava cena de “Bohemian Rhapsody”

 

Depois de tantos obstáculos criativos, parecia que “Bohemian Rhapsody” ia enfim decolar. Pautado na jornada do grupo desde sua criação, em 1970, até a morte de Freddie Mercury, em 1991, o longa ganhou atenção da mídia e confirmação de lançamento para dezembro de 2018.

Porém, nos sets, a produção enfrentava novamente turbulências, muito por conta do comportamento errático de Singer. Ele ausentava-se das gravações periodicamente, algo visto como pouco profissional por toda a equipe: segundo a Variety, o ator Tom Hollander chegou a pedir demissão por esse motivo e foi persuadido pelos produtores a voltar; já o diretor de fotografia Thomas Newton Sigel, foi obrigado a assumir o papel de diretor por mais de uma vez, afim de evitar maiores desperdícios de dinheiro para o estúdio.

 

O afastamento de Singer é uma decisão inevitável, dado o seu sumiço, mas acrescenta mais tensão a um filme já complicado. Com menos de duas semanas de filmagens pendentes, as produtoras envolvidas têm que buscar um novo diretor o mais rápido possível, visto que casa diária custa milhares de dólares. A solução mais fácil seria a de designar alguém da equipe, como o próprio Sigel, para terminar o trabalho, mas isso abriria outra discussão: qual nome seria creditado como o de diretor?

 

Especulações midiáticas apontam outro motivo para o sumiço do diretor: ele seria o próximo alvo de acusações de abuso sexual. Singer já teria firmado um acordo com um homem que o denunciou nos anos 90 e, na mesma época, foi alvo de acusação de outro menor, algo que foi rapidamente sublimado pela indústria. Os mesmos tabloides apontam que ele, à luz dos artigos que estão sendo produzidos com o seu nome, está se munindo de advogados para lidar com a situação assim que esta se desenrole. Isso, contudo, não passa de boatos sem confirmação até o momento.

 

Enquanto isso, “Bohemian Rhapsody” continua com sua programação de lançamento para dezembro de 2018, época favorável a premiações, visto que é neste período que os membros das Academias votam nos preferidos para ganharem Globos de Ouro, SAGs e Oscars.

  [UPDATE: 07 de novembro de 2017]

Foi anunciado hoje que Dexter Fletcher irá assumir o cargo de diretor na etapa final de gravação do filme. Conforme mencionado acima, seu nome já esteve envolvido no projeto antes, mas havia sido descartado. Essa decisão garante a finalização do longa a tempo do período de lançamento já marcado.

Veja Também:

Estreias da semana - 07/12/2017

    Confira o que chega nos cinemas nesta quinta-feira (07/12):     Extraordinário   Sinopse:   Um menino com...

LEIA MAIS

“Viva: A Vida é Uma Festa!” lidera indicações ao Annie Awards

Considerado o principal prêmio de animação da indústria do entretenimento, o Annie Awards anunciou hoje os seus indicados. Ainda inédito...

LEIA MAIS

Filme sobre irmãos Lumière e teaser de “Vingadores: Guerra Infinita” são destaques dos trailers da semana

  Em 1895, os irmãos Lumière exibiam publicamente a criação de imagens em movimento através de um novo instrumento, o...

LEIA MAIS