A jovem Anna (voz de Sara Takatsuki) tem onze anos e possui extrema dificuldade de socialização. Além da timidez e da sensação constante de deslocamento, a particularidade das suas feições contribui para uma melancolia profunda. Para completar, não se sente muito ligada à sua mãe adotiva, Yoriko (voz de Nanako Matsushima), a quem chama de “tia”. Como resultado, tem crises de asma recorrentes.

Afim de ajudá-la na sua doença, sua mãe a manda para ficar com os tios Oiwa (vozes de Susumu Terajima e Toshie Negishi) por um tempo no vilarejo de Kushiro. Esses, divertidos e despreocupados, a dão espaço para experimentar a beleza do lugar.

Entusiasta do desenho e dona de um dom raro, Anna passa a ir todo dia ao litoral, onde se encanta por uma velha porém imponente casa à beira-mar, cujo acesso depende do nível da maré.

marnie 2

Lá, conhece sua misteriosa moradora, Marnie (voz de Kasumi Arimura), linda e adorável. As tardes passadas ao lado da garota paulatinamente provocam uma revolução em Anna: ela se abre ao toque e a conversa, a experimentação do universo ao seu redor através do tato, do contato com a lama, o mar e outros elementos da natureza.

A estória se desenvolve entre fragmentos de lembranças e sonhos, oferecendo a conta-gotas novas informações do mistério que cerca a personagem Marnie. Em determinado momento, Anna passa a suspeitar que sua amiga seja apenas fruto da sua imaginação, mas a familiaridade da sua história abre uma porta para a protagonista desvendar o seu próprio passado.

 

marnie 1

 

O filme é uma belíssima animação que retrata toda as inquietações e angústias provenientes do processo de autodescobrimento e consequente formação de identidade da protagonista adolescente. Tal entendimento é a chave para a sua libertação e, consequentemente, para uma existência mais feliz.

Esteticamente, o longa segue o estilo de traçado dos outros trabalhos do Studio Ghibli, expoente japonês de animação, que ofereceu obras como “A viagem de Chihiro”, “O castelo animado” e “Meu amigo Totoro”. Assim como o fundador do estúdio e expoente do gênero Hayao Miyazaki, o diretor Hiromasa Yonebayashi compõe cada cena com imensa riqueza de detalhes, resultando numa experiência visual bastante recompensadora.

Infelizmente, “As memórias de Marnie” marca o começo de um hiato do Studio Ghibli, que passa por um processo de reestruturação e não confirma quando voltará a funcionar. De toda forma, o lirismo e qualidade artística característicos da empresa podem ser apreciados neste comovente longa sobre uma menina chamada Anna e sua amiga, a encantadora Marnie. Imperdível.

 

Ficha técnica marnie poster


Ano:
 2014

Duração: 103 min

Nacionalidade: Japão

Gênero: animação

Elenco: Sara Takatsuki, Kasumi Arimura, Nanako Matsushima

Diretor: Hiromasa Yonebayashi

 

 

Trailer:

 

Imagens:

 

 

Avaliação do Filme

Veja Também:

A Paixão Segundo G.H.

Por Luciana Ramos   Publicado em 1964, “A Paixão Segundo G.H.” foi há muito considerado um livro inadaptável, dado o...

LEIA MAIS

O Menino e a Garça

Por Luciana Ramos   Aos 83 anos, Hayao Miyazaki retorna da aposentadoria com um dos seus filmes mais pessoais. Resvalando...

LEIA MAIS

Zona de Interesse

Por Luciana Ramos   O primeiro minuto de exibição de “Zona de Interesse” é preenchido por uma tela em preto...

LEIA MAIS