Por Luciana Ramos

Os primeiros instantes de Las insoladas, segundo trabalho do diretor argentino Gustavo Taretto, remetem esteticamente à Medianeras, excelente longa que travou um diálogo sobre amor e solidão em uma metrópole na era digital. São apresentados mais uma vez longos panoramas do skyline argentino, dessa vez encharcados pelos raios solares.

O sol é o fator propulsor da trama, que expõe os desejos e frustrações da classe média argentina dos anos 90, na pele de seis amigas que decidem passar o dia bronzeando-se no terraço de um prédio para uma apresentação de salsa à noite.

Em meio a diálogos pouco naturais sobre astronomia, confissões amorosas e renovações de votos de amizade, emerge o sentimento de aprisionamento do cotidiano e consequente reflexão de que, para elas, o verão argentino é o símbolo do esgotamento da vida urbana.

Com isso, surge o desejo de um recomeço pela promessa de uma viagem de quinze dias no ano posterior para Cuba. Contudo, para a sua concretização, cada mulher tem que economizar mais de dois mil dólares, um intransponível obstáculo para a maioria.

las insoladas 4

Assim, a trama desenrola-se por meio dos diálogos, com direito a desentendimentos e intrigas, trabalhando sempre no embate entre os sonhos e a realidade. Porém, apesar de algumas boas sacadas, Las insoladas perde-se na superficialidade.

As mulheres retratadas por Taretto no longa sofrem pela fraqueza de caracterização, que tende à misoginia. Este fato comprova-se nas ideias sugeridas para a solução objetiva do conflito, a falta de dinheiro para a viagem, completamente desnecessárias e um tanto desesperadas.

Ademais, há o delineamento de estereótipos pouco relevantes para a trama, como a da mulher burra em contraponto à inteligente, a sonhadora à pé no chão. A narrativa excessivamente arrastada consegue até superar os esforços inteligentes da direção de fotografia e arte em passarem a sensação de um verão escaldante.

Com todos esses problemas, Las Insoladas não consegue tornar-se relevante ao longo de suas duas horas. Cabe a nós esperar que os próximos trabalhos de Toretto sejam mais inspirados.

 

Ficha técnica las insoladas poster

Ano: 2014

Duração:   102 min

Nacionalidade: Argentina

Gênero: comédia

Elenco:  Marina Bellati, Elisa Carricajo, Luisana Lopilato

Diretor: Gustavo Taretto

 

 

Trailer:

 

Imagens:

 

0000000insoladas300714 las insoladas destaque las insoladas 6 las insoladas 3 las insoladas 1

Avaliação do Filme

Veja Também:

Ó Paí Ó 2

Por Luciana Ramos   Em 2007, o lançamento de “Ó Paí Ó” provocou uma curiosa repercussão: enquanto críticos se desdobravam...

LEIA MAIS

Napoleão

Por Luciana Ramos   Agasalhado, Napoleão (Joaquin Phoenix) desfila diante do exército castigado pelo frio e pela fome em território...

LEIA MAIS

Na Ponta dos Dedos

Anna (Jessie Buckley) e Ryan (Jeremy Allen White) estão apaixonados – e eles podem provar. Na distopia “Na Ponta dos...

LEIA MAIS