Os espectadores fiéis de “Black-ish” não só conhecem, como provavelmente são muito fãs de Marsai Martin, a intérprete de Dianne Johnson, dona de alguns dos comentários mais macabros (e hilários) da série familiar da ABC. Com apenas 14 anos, ela ruma a uma nova direção na sua carreira, estrelando e produzindo o filme “Little”.

A empreitada tem um significado histórico, já que a torna a produtora executiva mais jovem da história de Hollywood. O projeto decorre da fascinação de Martin por “Quero Ser Grande”, clássica comédia com Tom Hanks. Aos 10 anos, ela apresentou a Kenya Barris, criador de “Black-ish”, a ideia de fazer um filme que adaptasse a premissa de “troca de corpos” para o universo da mulher negra. Fascinado, ele ligou para Will Packer (produtor de filmes como “Girls Trip”, sucesso na bilheteria americana), que agendou uma reunião.

Este disse à imprensa ter ficado muito impressionado com a maturidade da jovem atriz, em especial pela precisão dos pontos que queria levantar na trama. Tracy Oliver e Tina Gordon foram contratados para dar corpo a um roteiro, filmado em 2018 e programado para lançamento no fim do próximo verão americano. No calendário nacional, a estreia do longa (ainda sem título em português) está prevista para 29 de agosto deste ano.

A trama retrata a jornada da empresária de tecnologia Jordan Sanders, impiedosa e ocupada demais para aproveitar a vida. Vítima do feitiço de uma garotinha, ela volta a ter 13 anos e se vê forçada a lidar com todas as indesejáveis consequências, como ir à escola. A sua assistente April é forçada a ajudá-la, mas o atrito constante entre as duas só acaba atrapalhando mais a sua situação.

O trailer é bastante divertido e conta com Regina Hall, que divide o papel principal com Martin, além de Issa Rae, autora e estrela da ótima série “Insecure”, da HBO. A reunião de tantas mulheres negras talentosas – que ainda conta com Gordon ocupando também a direção – é um positivo passo a um cinema mais plural e significativo, resultado do empenho direto de jovens vozes, como a de Marsai Martin.

Não obstante, a Universal parece estar bem confiante com o sucesso do filme, pois firmou um contrato de múltiplos projetos à Genius Productions, produtora da adolescente. Sobre isto, o presidente do estúdio declarou à CNN: “Não só ela é tremendamente talentosa em frente às câmeras como oferece uma perspectiva única como criadora e produtora, que certamente ressoará com a audiência”.

O primeiro trabalho em conjunto será “StepMonster”, sobre uma garota que deve se adaptar à nova madrasta. Sobre a nova fase de sua vida, Martin disse que “está muito animada com toda a mágica que poderá criar com a Universal. Meu objetivo é mostrar a jovens mulheres e garotas que nossas vozes e ideias importam e nunca é cedo demais para se sonhar alto”.

Fontes: CNN, The Root

Veja Também:

No Ritmo do Coração é o grande vencedor do Oscar 2022; confira a lista completa

O Oscar 2022 chegou marcado por polêmicas, frutos da reformulação da premiação a fim de tentar recuperar índices de audiência....

LEIA MAIS

Como o som de “Duna” foi feito

Ao assistirmos um filme, nem imaginamos o gigantesco trabalho de inúmeros profissionais para construir um arcabouço imagético e sonoro que...

LEIA MAIS

Ataque dos Cães e Belfast conquistam prêmios principais do Bafta 2022

Após a realização de uma edição totalmente virtual em 2021, o Bafta, maior premiação de cinema do Reino Unido, retornou...

LEIA MAIS