Em “The Souvenir”, a diretora Joanna Hogg explora suas experiências da juventude e as ficcionaliza, apresentando a jornada de uma jovem estudante de cinema que deseja construir uma carreira. Ao conhecer um misterioso rapaz, ela encontra o primeiro amor e, ignorando as opiniões de sua mãe e amigos, passa a lhe emprestar grandes quantias de dinheiro. Estrelando Tilda Swinton e sua filha, Honor Swinton Byrne, o filme ainda não possui previsão de lançamento no Brasil.

 

Seguindo o estilo tradicional das comédias românticas, “Casal Improvável” retrata o envolvimento entre um jornalista sem muito sucesso, vivido por Seth Rogen, e a poderosa Secretária de Estados dos Estados Unidos – e cotada para se candidatar à presidência – vivida por Charlize Theron. Fred e Charlotte foram colegas de colégio e se empolgam com o reencontro inesperado, mas, obviamente, os consultores dela impõem limites ao romance. Dirigido por Jonathan Levine, o longa deve chegar aos cinemas brasileiros em 09 de maio.

 

Os forasteiros da época da Grande Depressão americana, Bonnie e Clyde, já tiveram suas histórias contadas em versões romantizadas do cinema e da televisão, como no clássico filme de Warren Beatty (1967) e na recente minissérie homônima, com Emile Hirsch e Holly Grainger (2003). “Estrada sem Lei” apresenta uma nova ótica sobre a história, focando na jornada dos agentes da lei, ex-Texas Rangers, contratados pela governadora do Texas, para caçar os criminosos. Dirigido por John Lee Hancock, o longa conta com Woody Harrelson, Kevin Costner e Kathy Bates no elenco e chegará à Netflix em 29 de março.

 

A exibição de “Leaving Neverland” na última edição do Festival de Sundance foi tão polêmica que a segurança do evento teve de ser reforçada após ameaças de violência proferidas em redes sociais. O documentário dirigido por Dan Reed pauta-se na entrevista de dois homens, James Shafechuck e Wade Robson, que dizem ter sido abusados por Michael Jackson quando crianças. Embora tenha sido um dos filmes mais falados do festival, o documentário também foi alvo de críticas por não inserir entrevistas e análises do outro lado, o dos apoiadores do cantor, que acreditam na sua inocência. Em contraponto, o diretor expressou à imprensa que seu filme é sobre as lembranças e traumas destes homens, não focado no processo investigativo do caso. “Leaving Neverland” será exibido na HBO americana no começo de março e deve chegar no canal a cabo brasileiro pouco tempo depois, com data ainda indefinida.

 

A Netflix lançou o trailer de “Coisa Mais Linda”, sua nova série brasileira. Ambientada no início dos anos 60, época de ascensão da Bossa Nova, ela conta a história de uma rica jovem paulistana que se muda para o Rio de Janeiro com o marido no intuito de abrir um restaurante. Quando ele some com seu dinheiro, ela é forçada a tomar as rédeas da sua vida – com a ajuda de algumas amigas e os acordes da nova música. Com Maria Casadevall, Mel Lisboa, Pathy Dejesus e Fernanda Vasconcellos no elenco, a série será disponibilizada no canal de streaming no dia 22 de março.

 

 

Veja Também:

Mostra Internacional de Cinema em São Paulo divulga premiados da 45ª edição

Durante duas semanas, aficionados pela sétima arte puderam conferir uma seleção de mais de 200 filmes de diversas nacionalidades e...

LEIA MAIS

Começa hoje em formato híbrido a 45ª Mostra Internacional de Cinema SP

A Mostra Internacional de Cinema SP realiza entre hoje, 21 de outubro, e o dia 03 de novembro de 2021...

LEIA MAIS

Marvel processa criadores para reter controle de seus personagens

A Marvel entrou com uma série de processos contra criadores de seus personagens mais famosos ou as fundações que cuidam...

LEIA MAIS