O diretor-fundador do É Tudo Verdade, Amir Labaki, apresentou em coletiva virtual a seleção da 26ª edição do festival internacional de documentários. Em 2020, a sua realização teve que se reinventar por conta da pandemia do Coronavírus, apostando em um formato híbrido, online e presencial – com utilização de cine drive-ins como palcos para apresentações especiais. A aposta era que até o final do ano o número de casos cedesse o suficiente para uma edição especial nos cinemas, o que não se concretizou. O endurecimento da pandemia, que acarretou o fechamento de cinemas por todo o país, conduziu o É Tudo Verdade mais uma vez ao espaço digital, agora de maneira exclusiva.

Entre os dias 08 e 18 de abril, cinéfilos de todo o Brasil poderão assistir a 69 títulos de 23 países, além do acesso a master classes e debates disponibilizados entre as plataformas Looke, Itaú Cultural, Sesc em Casa, Spcine Play e o canal oficial de YouTube do festival.

O aclamado “Fuga”, vencedor do prêmio de Melhor Documentário no Festival de Sundance 2021, foi escolhido para abrir o festival. Dirigido por Jonas Poher Rasmussen, o filme conta a jornada de Amin Nawabi (pseudônimo), um intelectual em luta com o peso de um segredo doloroso que ameaça desestabilizar a vida que construiu para si e para o futuro marido. Já “A Última Floresta”, de Luiz Bolognesi (diretor de “Ex-Pajé”) irá encerrá-lo. O filme segue o xamã Davi Kopenawa Yanomami, que tenta manter vivos os espíritos e as tradições de sua tribo enquanto a chegada de garimpeiros traz morte e doenças para a comunidade.

Os filmes vencedores dos prêmios dos júris nas Competições Brasileiras e Internacionais de Longas/ Médias-Metragens e de curtas-metragens estarão automaticamente classificados para apreciação à disputa pelo Oscar do ano que vem. A cerimônia de premiação acontecerá às 17h do dia 18 de abril no YouTube do É Tudo Verdade.

Sobre a importância da manutenção do projeto em tempos tão adversos, Labaki sustenta que o gênero não foi freado pela emergência sanitária, mas se debruçou sobre o tema para tecer registros históricos e reflexões: “Alguns olhares inesquecíveis sobre este período cruel já marcam a seleção deste ano. É também extraordinário o vigor da produção brasileira, numa conjuntura tão adversa. Uma nova safra nacional e internacional pede passagem e merece toda atenção. Mesmo inviabilizado em seu formato convivial, o É Tudo Verdade, ao lado de seus parceiros, tem a honra de apresentá-la num festival digital com o mesmo padrão de excelência de suas edições presenciais”.

A programação completa e os links das exibições estarão disponíveis no website www.etudoverdade.com.br.

Veja Também:

Mostra Internacional de Cinema em São Paulo divulga premiados da 45ª edição

Durante duas semanas, aficionados pela sétima arte puderam conferir uma seleção de mais de 200 filmes de diversas nacionalidades e...

LEIA MAIS

Começa hoje em formato híbrido a 45ª Mostra Internacional de Cinema SP

A Mostra Internacional de Cinema SP realiza entre hoje, 21 de outubro, e o dia 03 de novembro de 2021...

LEIA MAIS

Marvel processa criadores para reter controle de seus personagens

A Marvel entrou com uma série de processos contra criadores de seus personagens mais famosos ou as fundações que cuidam...

LEIA MAIS