O Oscar 2022 chegou marcado por polêmicas, frutos da reformulação da premiação a fim de tentar recuperar índices de audiência. A promessa era uma cerimônia mais curta – com, no máximo, três horas – mas a extensão de discursos e segmentos especiais (homenagens e clipes) prejudicaram essa proposta. Mesmo longo e um pouco desequilibrado, o evento desse ano mostrou-se mais dinâmico e divertido.

Não houve nenhuma grande surpresa: “Duna” levou as categorias técnicas, “Encanto” a Melhor Animação, “Drive My Car” foi agraciado com a estatueta de Melhor Filme Internacional e os irmãos Billie Eilish e Finneas ganharam como Melhor Canção Original por “No Time to Die”, música-tema do último filme da saga 007.

O Oscar foi também histórico: Troy Kotsur tornou-se o primeiro ator surdo a ganhar uma estatueta por “No Ritmo do Coração”, seguindo os passos de sua colega de filme Marlee Matlin, que havia ganhado em 1987 por “Os Filhos do Silêncio”. Jane Campion, primeira mulher a concorrer duas vezes na categoria Melhor Direção, foi agraciada por seu trabalho em “O Ataque dos Cães”.

Infelizmente, entre segmentos musicais e presenças icônicas, como as do trio de “Pulp Fiction” (Uma Thurman, Samuel L. Jackson e John Travolta), Francis Ford Coppola e Liza Minelli, outro momento marcou a 94ª edição dessa premiação. Em determinado momento, o comediante Chris Rock subiu ao palco para apresentar o prêmio de Melhor Documentário e fez uma piada ofensiva sobre a alopecia de Jada Pinkett Smith, condição autoimune que a leva a não ter cabelos. Seu marido, Will Smith, levantou-se da cadeira, dirigiu-se até o palco e deu um soco em Rock, que quis contornar a situação, mas foi confrontado por um Will nervoso e berrante.

O momento, extremamente tóxico e triste, foi reverberado depois pelo próprio Smith, que ganhou o Oscar de Melhor Ator por “King Richard – Criando Campeãs”. Em seu discurso, ele pediu desculpas a Academia (embora, em momento nenhum, tenha se desculpado ao comediante) e a família Williams, mais especificamente Venus e Serena, visto que ele admitiu que sua atitude jogou uma sombra sobre o momento de celebração das irmãs.

Além dele, Jessica Chastain ganhou sua primeira estatueta dourada pela atuação transformadora em “Os Olhos de Tammy Faye” e Ariana DeBose ganhou como Melhor Atriz Coadjuvante após ter sido revelada no remake de “Amor, Sublime Amor”. Troy Kotsur, já citado, completa o quarteto por ter ganhado na categoria Melhor Ator Coadjuvante. Seu filme, “No Ritmo do Coração”, vinha ganhando tração nas últimas competições e levou para casa o prêmio principal da noite, dando à Apple TV+ o status de primeiro streaming a ganhar o Oscar de Melhor Filme.

 

CONFIRA A LISTA COMPLETA DE VENCEDORES

 

MELHOR FILME

Belfast

No Ritmo do Coração

Não Olhe Para Cima

Drive My CAr

Duna

King Richard – Criando Campeãs

Licorice Pizza

O Beco do Pesadelo

Ataque dos Cães

Amor, Sublime Amor

 

MELHOR DIRETOR

Paul Thomas Anderson, por “Licorice Pizza”

Kenneth Branagh, por “Belfast”

Jane Campion, por “Ataque dos Cães”

Ryûsuke Hamaguchi, por “Drive My Car”

Steven Spielberg, por “Amor, Sublime Amor”

MELHOR ATRIZ

Jessica Chastain, por “Os Olhos de Tammy Faye”

Olivia Colman, por “A Filha Perdida”

Penélope Cruz, por “Mães Paralelas”

Nicole Kidman, por “Apresentando os Ricardos”

Kristen Stewart, por “Spencer”

 

MELHOR ATOR

Javier Bardem, por “Apresentando os Ricardos”

Benedict Cumberbatch, por “Ataque dos Cães”

Andrew Garfield, por “Tick, Tick…Boom!”

Will Smith, por “King Richard – Criando Campeãs”

Denzel Washington, por “A Tragédia de Macbeth”

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Jessie Buckley, por “A Filha Perdida”

Ariana DeBose, por “Amor, Sublime Amor”

Judi Dench, por “Belfast”

Kirsten Dunst, por “Ataque dos Cães”

Aunjanue Ellis, por “King Richard – Criando Campeãs”

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Ciarán Hind, por “Belfast”

Troy Kotsur, por “No Ritmo do Coração”

Jesse Plemons, por “Ataque dos Cães”

J.K. Simmons, por “Apresentando os Ricardos”

Kodi Smit-McPhee, por “Ataque dos Cães”

 

MELHOR FIGURINO

Cruella

Cyrano

Duna

O Beco do Pesadelo

Amor, Sublime Amor

 

MELHOR SOM

Belfast

Duna

007 – Sem Tempo Para Morrer

Ataque dos Cães

Amor, Sublime Amor

 

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

Não Olhe Para Cima

Duna

Encanto

Mães Paralelas

Ataque dos Cães

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

No Ritmo do Coração

Drive My Car

Duna

A Filha Perdida

Ataque dos Cães

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Belfast

Não Olhe Para Cima

King Richard – Criando Campeãs

Licorice Pizza

A Pior Pessoa do Mundo

MELHOR CURTA-METRAGEM ANIMADO

Affairs of the Art

Bestia

Boxballet

Robin Robin

The Windshield Wiper

 

MELHOR CURTA-METRAGEM LIVE-ACTION

Ala Kachuu – Take and Run

The Dress

The Long Goodbye

On My Mind

Please Hold

 

MELHOR EDIÇÃO

Não Olhe Para Cima

Duna

King Richard – Criando Campeãs

Ataque dos Cães

Tick, Tick…Boom!

 

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

Um Príncipe em Nova York 2

Cruella

Duna

Os Olhos de Tammy Faye

Casa Gucci

 

MELHOR ANIMAÇÃO

Encanto

Fuga

Luca

A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas

Raya e o Último Dragão

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Ascension

Attica

Fuga

Summer of Soul (….ou, Quando a Revolução Não Pôde Ser Televisionada)

Writing With Fire

 

MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTAL

Audible

Lead Me Home

The Queen of Basketball

Três Canções Para Benazir

When We Were Bullies

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

“Be Alive”, de “King Richard – Criando Campeãs”

“Dos Oruguitas”, de “Encanto”

“Down to Joy”, de “Belfast”

“No Time to Die”, de “007 – Sem Tempo Para Morrer”

“Somehow You Do”, de “Four Good Days”

 

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA (CINEMATOGRAFIA)

Duna

O Beco do Pesadelo

Ataque dos Cães

A Tragédia de Macbeth

Amor, Sublime Amor

 

MELHOR FILME INTERNACIONAL

Drive My Car (Japão)

Fuga (Dinamarca)

A Mão de Deus (Itália)

A Felicidade das Pequenas Coisas (Butão)

A Pior Pessoa do Mundo (Noruega)

 

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

Duna

O Beco do Pesadelo

Ataque dos Cães

A Tragédia de Macbeth

Amor, Sublime Amor

Veja Também:

Como o som de “Duna” foi feito

Ao assistirmos um filme, nem imaginamos o gigantesco trabalho de inúmeros profissionais para construir um arcabouço imagético e sonoro que...

LEIA MAIS

Ataque dos Cães e Belfast conquistam prêmios principais do Bafta 2022

Após a realização de uma edição totalmente virtual em 2021, o Bafta, maior premiação de cinema do Reino Unido, retornou...

LEIA MAIS

Ataque dos Cães e Belfast destacam-se entre os premiados do Critics Choice Awards

Em evento presencial no último domingo, dia 13 de março de 2022, a associação de críticos americanos condecorou as melhores...

LEIA MAIS