Em 2014, os jornalistas do podcast This American Life reuniram-se para lançarem um programa secundário, voltado para a investigação de crimes não solucionados. A primeira temporada de Serial era focada no assassinato da adolescente coreana Hae Min Lee e o seu posterior julgamento, que condenou seu ex-namorado, Adnan Syed, à prisão perpetua. O envolvente podcast tornou-se uma febre nos Estados Unidos, não só reavendo o apelo de crimes antigos (como a Netflix vem demonstrando em uma sucessão de séries documentais), como causando a reabertura do caso. Em “The Case Against Adnan Syed”, a documentarista Amy Berg parte exatamente deste ponto de partida e segue o desenrolar do novo julgamento, entrevistando familiares, testemunhas e o próprio preso. Dividida em quatro partes, a série ainda não tem data de exibição definida na HBO Brasil.

 

“I Am Richard Pryor” analisa a vida de um dos maiores comediantes americanos por meio de imagens de arquivos, entrevistas com amigos e personalidades, além da inclusão de áudios originais onde Pryor discute infância, traços da sua personalidade e seu trabalho no stand up. O documentário dirigido por Jesse James Miller será exibido no SXSW em março e, posteriormente, será distribuído nos Estados Unidos pela Paramount Network, que o exibirá em seu canal a cabo. Ainda não há previsão de chegada deste filme ao Brasil.

 

A New Line Cinema liberou o primeiro trailer de “Shaft”, continuação do filme lançado em 2000 que, por sua vez, é um remake do famoso blaxploitation de 1971. A trama segue John Shaft Jr. (Jessie T. Usher), especialista em segurança que decide ir atrás de seu pai, John Shaft II (Samuel l. Jackson). O relacionamento dos dois envolve a participação do garoto nos negócios do pai – para desagrado de sua mãe. O filme é dirigido por Tim Story, escrito por Alex Barnow e Kenya Barris (criador de “Black-ish”) e ainda não tem data de estreia definida no território brasileiro.

 

“The Haunting of Sharon Tate” transforma a matança liderada pelo grupo de discípulos de Charles Manson em um filme de terror guiado pelo olhar de sua mais famosa vítima, a atriz Sharon Tate, grávida de oito meses na época e vivida no filme por Hillary Duff. O longa escrito e dirigido por Daniel Farrands pega carona no aniversário de 50 anos do crime, que também será retratado em “Once Upon a Time in Hollywood”, de Quentin Tarantino. “The Haunting of Sharon Tate” não tem previsão de chegada nos cinemas brasileiros.

 

Quando o romântico Daniel conhece Natasha, ele tem certeza que ela é quem procurava. Porém, o ceticismo da estudante é quase tão difícil de superar quanto à iminência da sua partida dos Estados Unidos. “O Sol Também É Uma Estrela” é a adaptação cinematográfica do best seller de Nicola Yoon, dirigido por Ry-Russo Young. Estrelado por Yara Shahidi e Charles Melton, o longa será lançado nos cinemas brasileiros em 16 de maio de 2019.

 

 

Veja Também:

Mostra Internacional de Cinema em São Paulo divulga premiados da 45ª edição

Durante duas semanas, aficionados pela sétima arte puderam conferir uma seleção de mais de 200 filmes de diversas nacionalidades e...

LEIA MAIS

Começa hoje em formato híbrido a 45ª Mostra Internacional de Cinema SP

A Mostra Internacional de Cinema SP realiza entre hoje, 21 de outubro, e o dia 03 de novembro de 2021...

LEIA MAIS

Marvel processa criadores para reter controle de seus personagens

A Marvel entrou com uma série de processos contra criadores de seus personagens mais famosos ou as fundações que cuidam...

LEIA MAIS