Woddy Allen entrou com um processo contra a Amazon Studios alegando quebra de contrato, já que eles haviam firmado a produção e distribuição de um pacote que incluía uma minissérie (“Crisis in Six Scenes”), disponibilizada na plataforma em 2016, e cinco filmes. A parceria começou quando a empresa comprou os direitos de “Café Society”, lançado também em 2016, renovada com o lançamento de “Roda Gigante”, em 2017.

A chegada deste aos cinemas, por sua vez, foi cercada de intenso debate. À luz do #metoo, Dylan Farrow, filha do diretor, publicou um editorial onde reiterava as acusações de assédio feitas contra o pai ainda criança, chamando a atenção para a pouca repercussão do seu caso nos anos posteriores e, especialmente, a disponibilidade de grandes artistas, como Kate Winslet, em continuar trabalhando com Allen.

A imensa repercussão desta história – e subsequente pressão social nas redes sociais – levou Allen a se posicionar mais uma vez, algo que ele geralmente se atém de fazer, e, ao mesmo tempo, aos atores de declararem que não voltariam a trabalhar com ele – Timothée Chalamet foi mais longe e se comprometeu a doar o caché que ganhou pela sua participação no filme ainda inédito do diretor.

Todo este movimento, somado ao afastamento de Roy Price (alto executivo da Amazon) por assédio levou a empresa a atrasar o lançamento de “A Rainy Day in New York” em um ano, com nova previsão de lançamento para janeiro de 2019. Recentemente, no entanto, declarou que não há intenção de distribuir este filme em circuito comercial ou disponibilizá-lo na plataforma de streaming, assim como se esquivou de produzir os demais longas estipulados em contrato.

Selena Gomez e Woody Allen filmando “A Rainy Day in New York”

Com base nisso, Allen processou, alegando que os motivos da quebra contratual são vagos e se baseiam em “alegações sem fundamentos feitas há 25 anos, já conhecidas pela Amazon (e pelo público) muito antes da parceria ser firmada”. Por fim, o documento alega não haver “base legítima” para cancelamento.

A indenização prevista caso Allen ganhe será de 68 milhões de dólares, valor que ele alega precisar para distribuir “A Rainy Day in New York” e produzir seus subsequentes projetos em andamento.

Curiosamente, a Amazon Prime Video incluiu recentemente no seu catálogo alguns títulos antigos do diretor, como “Broadway Danny Rose”, atestado de que os direitos destes foram também cedidos à empresa por meio do contrato.

Veja Também:

No Ritmo do Coração é o grande vencedor do Oscar 2022; confira a lista completa

O Oscar 2022 chegou marcado por polêmicas, frutos da reformulação da premiação a fim de tentar recuperar índices de audiência....

LEIA MAIS

Como o som de “Duna” foi feito

Ao assistirmos um filme, nem imaginamos o gigantesco trabalho de inúmeros profissionais para construir um arcabouço imagético e sonoro que...

LEIA MAIS

Ataque dos Cães e Belfast conquistam prêmios principais do Bafta 2022

Após a realização de uma edição totalmente virtual em 2021, o Bafta, maior premiação de cinema do Reino Unido, retornou...

LEIA MAIS